Categorias:

Olá leitores lindos, Fim de ano e aproveito para agradecer de coração pela parceria nesse ano. Agradeço de verdade pelos comentários, pelo compartilhamento de histórias, pela companhia.
O texto de hoje aliás, fala disso, de sentimentos. Não esqueçam de curtir a música e nos seguir no Instagram: @nessaleitora, @cotonho72, @insta.nandarocha.


*****

Doses homeopáticas de sentimentos
Imagem relacionada
Mundo digital crescendo e o sentimento chamado carinho indo por água abaixo.  Sou fã da tecnologia, mas se usada de maneira equilibrada, o que não gosto é do vício que a grande maioria das pessoas está adquirindo e da falta de sentimentos de que estão sendo "vítimas".

As pessoas não se abraçam mais, as pessoas não perguntam mais como as outras estão e quando perguntam só fazem pela social e mal dão tempo da outra pessoa responder porque, quem tem que ser ouvido são elas. Final de ano, como estamos agora, é uma frieza total, milhares de mensagens prontas de Feliz Natal e Feliz Ano Novo sendo distribuídas só porque a cultura manda, mas nessas mensagens nada tem de verdadeiro, nada tem de sentimento, nada tem de ... palavras escritas com coração.
Imagem relacionada
Quantas pessoas pedem algum livro emprestado ou emprestam? Quem pede lê e devolve, pronto, quem emprestou pega de volta e guarda, pronto. Não há a troca de ideias sobre a história, não há mais o questionamento se a pessoa que pediu emprestado gostou. Se com você é diferente, sinta-se privilegiado.

Alguém tem uma planta que outra pessoa quer, pede uma muda, quem tem separa a muda com carinho, a outra pessoa recebe agradece e pronto. Nunca mais falam da dita cuja. Não há mais a troca de palavras sobre a plantinha, se ela cresceu, morreu, como está. Coisa boa é falar sobre algo que há entre nós e outra pessoa somente, nem que isso seja apenas a doação de uma muda de planta. 

Você tem um projeto com alguém? Seja da faculdade, de trabalho, de lazer, de voluntariado. Você já agradeceu essa pessoa pela parceira que possuem? Você realmente valoriza a parte que a outra pessoa está fazendo? Elogios são bem vindos, dão novo gás, traz sorrisos. Aproveitem que o ano está terminando e revejam os projetos, mantenham eles ou inovem, façam algo diferente dentro do mesmo contexto, renovem a energia entre vocês. 
Resultado de imagem para agradecer tumblr
Você compra legumes em alguma feira perto de sua casa? Já conversou com os feirantes? Já perguntou sobre eles, sobre o trabalho deles? Já desejou felicidades nesse ano novo que está chegando? Já agradeceu pelas frutas e legumes que ele trouxe durante todo esse ano? 

Recebeu um cartão pequenino de Natal, você agradece pelos cartões que ganha? Você dá atenção real a cada bilhetinho de carinho que recebe ou coloca no lixo dias depois?

Precisamos colocar mais sentimento em nossas vidas, precisamos voltar às nossas origens e recomeçarmos a agir como humanos novamente. Hoje, vejo centenas de máquinas ao meu redor, máquinas que morrerão um dia e verão o quanto foram manipulados e secados por dentro graças ao excesso de frieza no dia a dia. Nada em grande quantidade é bom, mas o equilíbrio é o ideal, o problema é que estamos cada vez mais longe desse equilíbrio, estamos cada vez mais robotizados.
Imagem relacionada
Fim de ano, vamos virar esse jogo, vamos mudar, vamos colocar mais sentimentos no nosso dia a dia.
Agradeça uma pessoa hoje pelo o que ela representa para você, vai lá... tente, é bom demais fazer isso...




Categorias:

Oi meus amores, tudo bem? Hoje venho indicar uma série bem leve, gostosinha de assistir, com questões familiares e muito romance.

Eu sou bem chatinha para filmes e séries, mas quando meu irmão veio me dizer que eu iria gostar de "Chesapeack Shores", porque tem uma personagem escritora, que gosta de ler e que compra uma livraria na série, eu corri para assistir.

Chesapeake Chores é uma cidadezinha do interior, onde todo mundo se conhece e sabe a vida de todo mundo, e é lá que vive a família O'brien. Na verdade a família se separa quando Megan, a mãe, vai embora deixando os filhos e o marido. Assim a família cresce e cada um segue seu rumo.
Resultado de imagem para chesapeake shores cidade
A série dá um pulo de 15 anos, e acompanhamos a vida que cada um dos filhos leva. Abby a mais velha vira empresária e acaba indo morar na cidade. Ela é mãe solteira e tem duas filhas gêmeas. Kevin é militar e está no Afeganistão. Bree é escritora de romances e peças de teatro. Connor estuda para ser advogado e Jess a mais nova,  é a única que ficou em casa com a avó e o pai, e está fazendo de tudo para por para funcionar uma pousada.

Mas o destino acaba os unindo. Jess pede para Abby voltar para casa para lhe ajudar com a pousada e neste meio tempo a avó fica doente. Por conta disso o pai acaba chamando todos os filhos, e inclusive a mãe volta para casa, e a agora todos juntos vão ter que conviver e recordar como era a vida em família. 
Resultado de imagem para Chesapeake Shores
Quando Abby retorna para casa, ela acaba reencontrando um namorado da infância, e claro que vai dar romance na certa. Mas nem tudo são flores, muitos problemas também surgem.
Resultado de imagem para chesapeake shores
O que eu mais gostei na série é a relação entre os irmãos, eles são unidos e se ajudam. Mesmo com as diferenças, eles se entendem e tudo da certo. Cada um carrega suas dores, seus problemas pessoais, mas no final tudo da certo e um apoia o outro.
Resultado de imagem para Chesapeake Shores
Resultado de imagem para Chesapeake Shores
Agora preciso falar da minha personagem favorita, a Bree, a escritora. Ela é divertida, tem seus problemas, alguns bloqueios para escrever, mas tudo muda quando ela  descobre que a livraria onde ela costumava se esconder quando os pais brigavam, vai fechar. Então ela resolve comprar a livraria e vem muita confusão por aí. A partir deste momento a trama fica mais divertida, porque ela faz um clube de leitura, e um romance surge.

Resultado de imagem para chesapeake shores
Na verdade é difícil escolher um personagem só, eu gostei muito do humor do Connor e da Jess, toda atrapalhada com a pousada.
Também é comovente de acompanhar a mãe tentando reconquistar os filhos que ainda guardam sentimentos por ela ter deixado eles ainda criança.
Resultado de imagem para chesapeake shores
É uma série muito boa de assistir, uma pena que tem só duas temporadas no Netflix, com 10 episódios cada, quando terminei de assistir fiquei chateada, quero mais.

E para curiosidade, a série é baseada em livros, e claro que já fiquei doida para ler, mas ainda não foi publicado aqui no Brasil. Quem escreve é a autora Sherryl Woods, e quem publica no Brasil os livros da autora é a editora Harper Collins. Só nos resta rezar, para que publiquem esta série, imagino que os livros devem ser ótimos.
Imagem relacionada
E aí gostaram, conheciam esta série? Alguém já assistiu?




Categorias:

Oi meus amores, tudo bem? Hoje vou comentar sobre a leitura do livro "As coisas que fazemos por amor" da autora "Kristin Hannah" publicado pela Editora Arqueiro.

Faz algum tempo que eu li um livro desta autora "Amigas para sempre", e lembro de ter gostado, mas nunca mais havia lido nada dela. Quando eu vi este lançamento da editora, fiquei curiosa, o enredo me chamou atenção e a capa está maravilhosa❤

Angie é uma mulher de 38 anos que tem o sonho de engravidar. Ela vê seu casamento desgastado depois de tanto tentar engravidar e não conseguir, Por causa disto ela acaba se separando e voltando para casa. Uma cidadezinha do interior, End West, onde todo mundo sabe da vida de todo mundo e sua família tem um restaurante muito conhecido, chamado de DeSaria.

Sua família composta por três irmãs mais velhas, sua mãe e o pai faleceu a pouco tempo. O restaurante já não vai muito bem, sofreu um abalo, diminui a clientela e agora Angie terá que ajudar sua família a reerguer o negócio da família.

Angie acaba tendo alguns encontros inesperados com uma jovem chamada Lauren Ribido,  e todos os encontros a jovem está numa situação complicada, procurando emprego, ou pedindo roupa na campanha de agasalho. Angie sente que precisa ajudar a jovem, mas a oportunidade acontece quando a Lauren vai em busca de emprego.
Lauren é uma jovem que tem uma vida complicada. Sua mãe não trabalha, é alcoólatra e não faz nada para ajudar em casa, deixando tudo nas costas de Lauren. E pra ajudar Lauren acaba perdendo o emprego, as contas estão atrasando e a comida acabando. Quando ela recebe a proposta de emprego no DeSaria ela não pensa duas vezes, e mesmo não sendo italiana ela fará de tudo pelo emprego. 

A relação entre Angie e Lauren é de praticamente mãe e filha, as duas estão em busca deste amor familiar que falta para as duas. Angie logo se entrega neste sentimento, e quer muito ajudar Lauren. O destino das duas mulheres já estava traçado, mas a relação das duas ainda vai sofrer muitos abalos.
A história é narrada em terceira pessoa, e temos a visão das duas protagonistas. Confesso que eu não curto este tipo de narrativa, e infelizmente eu me senti muito por fora da história. Eu não me envolvi e não me comovi com a trama.

O enredo é muito bom, as relações familiares, o contexto, o sofrimento das protagonistas nos fazem refletir tanto a questão familiar como a questão da maternidade. Mas eu não sei o que aconteceu, vi todo mundo falando que chorou com o livro, enquanto que eu só queria chegar ao final da história e ver como tudo iria se resolver.

Não sei se foi a narrativa, mas no meu caso, a leitura foi arrastada, lenta, eu demorei horrores para ler 100 páginas, a leitura não andava. E não foi porque o livro é ruim, como eu disse antes eu gostei muito do enredo, mas pra mim não funcionou.
Ainda que eu não tenha me envolvido com o livro, isso não significa que vocês não irão gostar. Sempre sou sincera nas minhas resenhas e expressei aqui o que eu senti com a leitura. Por isso eu indico SIM esta obra, principalmente para quem curti histórias com questões familiares, com grande doses de drama, e muito amor envolvido.
Agradeço a Editora Arqueiro por ter me disponibilizado o livro para leitura. A diagramação do livro estava impecável, a capa está maravilhosa, a fonte ótima para leitura e as páginas amareladas. A editora arrasou mais uma vez. ❤

Resultado de imagem para duologia tensão



Categorias:

Olá pessoal !!! Como estão? Me contem uma coisa: vocês ajudam em casa? Vocês ajudam o marido, a esposa, os pais? Ajudam? Mas será que vocês necessitam ajudar? No texto de hoje mostro um ângulo diferente desse verbo: ajudar.
Quem não nos segue no Instagram, façam agora: @nessaleitora, @cotonho72, @insta.nandarocha

E não esqueçam de clicar no play no final do texto.

*****

Variações da palavra ajudar
Resultado de imagem para ajuda tumblr
Filhos ajudando em casa, tem algo mais lindo?  Filhos ganhando dimdim porque tirou o lixo, que gut gut. Filhos lavando a louça da semana em troca de um skate, um smarthphone, mimosos....

Lindo coisa nenhuma, gut gut, mimosos merda nenhuma!! Eles estão fazendo sua parte!!! No instante que cada um nasce, querendo ou não, faz parte de uma sociedade, terá um lugar para morar e conforme crescem assumem um lugar de parceiro (a) para deixar o local que mora habitável. 

Todos os integrantes de uma casa, marido, esposa, filhos.... não tem que ajudar merda nenhuma!! Todos tem que fazer sua parte. A louça para lavar é de todos, se o prato ficar sujo não é problema do outro mas sim de todos que não terão um prato limpo para comer, ajudar a tirar o lixo? Como é? O lixo tem que ser tirado senão a casa vira uma caverna fedendo a podre, insetos irão se instalar. Varrer a casa, a casa que todos ali moram, que pisam naquele chão. Colocar roupa para lavar...que sacrifício... hoje em dia com máquinas de lavar cada vez mais modernas onde o filhinho mimado nem precisa sujar as ricas mãozinhas de detergente porque basta colocar um pouco no compartimento destinado ao: sabão, ao amaciante, etc.... aiii o filhote vai ajudar a mãezinha colocando roupa para lavar... vai ajudar coisa nenhuma, vai fazer sua parte para manter a higiene no local que mora.

Precisamos parar com essa mania de: aaiiiii meu marido me ajuda tantoooo, meu filho sempre arruma o quarto dele... minha filha é um amor, ela ajuda a varrer a casa. Ninguém tem que ajudar ninguém até porque não precisa haver uma pessoa única na casa responsável por manter o ambiente habitável, todos os moradores do mesmo recinto tem obrigação de fazer sua parte. Todos usam talheres, copos, pratos, todos usam o banheiro, pisam no mesmo chão, todos usam e sujam roupas, todos comem alimentos feitos nas panelas da casa... portanto todos tem a obrigação de fazer sua parte para que essa engrenagem chamada lar funcione bem.

O filhote não quer arrumar o quarto? Deixa feder, deixa criar baratas... feche a porta e deixe as coisas lá dentro... um dia o morador do dito quarto não vai aguentar e terá simmmmm que fazer sua parte para, pelo menos, deixar decente o local que dorme todas as noites. A roupa está suja e o mimoso (a) não se presta para colocar na máquina de lavar? Deixa a roupa feder, deixa ficar sem uma peça limpa para que aprenda a, pelo menos, colocar na máquina de lavar o que veste e suja. 
Resultado de imagem para ajuda tumblr
Estou sendo radical?  Sinceramente acho que não, radical está sendo esses pais que mimam seus filhos fazendo tudo por eles, ou pior, dando presentinhos ou dinheiro porque os queridinhos fizeram sua parte nas tarefas de casa. Caramba...será que ninguém vê que dessa forma estarão criando monstrinhos que vão crescer e vão querer que o mundo os trate da mesma forma que papai e mamãe? O mundo não vai mimar eles, o mundo não trabalhará por eles, o mundo não vai estudar por eles, o mundo não vai dar presentinhos só porque eles fizeram a obrigação deles. Nesse momento, quando os mimadinhos são tratados com dureza pelo mundo, é quando correm o grande risco de se rebelarem, de irem para o mundo do crime, das drogas porque se sentem incompreendidos pela sociedade, porque o mundo não os entende.

Dar presentes, fazer um agrado para o filho ou filha, caprichar no jantar para o marido ou para a esposa, dar de presente o ingresso para aquele show único para o filhote ou até para o maridon... porque  não? Mimos, presentes são bem vindos, são agrados gostosos de dar e de receber mas não precisamos fazer isso só porque um deles tirou o lixo, arrumou o quarto, lavou a louça.

Tratar com carinho, com amor, com atenção os pequenos que colocamos no mundo é uma coisa, fazer a parte deles na funcionamento da casa é outra bem diferente! Ensinar eles desde que pequenos a carregar o prato até a mesa, a varrer a casa com aquelas vassourinhas do tamanho deles mesmos é sinal de amor, mesmo que a "varredura" não saia perfeita, precisamos sim nos entusiasmar, elogiar, dizer o quanto ficou limpo porque isso é incentivar eles a fizeram sua parte. 

Aliás, um canal que adoro e que mesmo os vídeos mais antigos são recheados de lições, é da Flávia Calina https://www.youtube.com/user/Fla1982. Quem não conhece, pesquise ou acesse o link que coloquei aqui no nome dela. 

Vamos mudar nossos pensamentos, os nossos parceiros de lar não tem que ajudar em nada, mas sim tem que fazer sua parte. Pensem nisso, mudem atitudes.



Categorias:

(Doly e eu na foto❤)
Oi meus amores, tudo bem com vocês? Hoje venho responder uma tag, um post bem diferente no blog, bem informal para vocês me conhecerem melhor.

Resolvi gravar um vídeo com o objetivo de divulgar o canal do blog, acho que muita gente não conhecem o canal, então já aproveito e convido vocês a me seguirem por lá e curtir os vídeos.

     
30 Fatos sobre mim que eu comento no vídeo 😍

1. Sou de Porto Alegre/RS;
2. Primogênita de 4 irmãos (guris);
3. Tenho 32 anos 😗;
4. Perdi um irmão faz 4 anos (acidente de moto);
5. Nunca tive incentivo para ler em casa;
6. Comecei a ler na 8ª série;
7. No ensino médio decidi minha profissão, ser Bibliotecária❤
8. Fiz o Técnico em Biblioteconomia;
9. Trabalhei em diversas bibliotecas...
10. Trabalhei numa Mapoteca;
11. Estou cursando o 7 semestre de Biblioteconomia;
12. Sonho em conhecer a Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro;
13. Quero trabalhar em uma Editora;
14. Sonho em escrever um livro (Já iniciei);
15. Tenho vontade de fazer um curso de Fotografia;
16. Adoro esmaltes;
17.  Adoro dançar, atualmente faço aulas de dança;
18. Sonho em fazer aula de dança do ventre;
19. Ouço pouca música, rádio...
20. Não como carne de porco; 
21. Tenho alergia a maquiagem nos olhos;
22. Sou tímida;
23. Tenho ansiedade e síndrome do pânico;
24. Adoro animais (cachorro) 🐶
25. Já pensei em desistir do blog 😢
26. Quero fazer a carteira de motorista;
27. Música: sou eclética e adoro funk;
28. Sou pessimista e negativa;
29. Geek;
30. Viciada em café🍵

Espero que vocês tenham curtido o vídeo e não deixam de se inscrever no canal. Se tiverem dicas de vídeos ou tags, deixem nos comentários